Boas Vindas !

Se procurar bem você acaba achando
Não a explicação (duvidosa) da vida.
Mas a poesia (inexplicável) da vida.


Carlos Drummond de Andrade.



Quem sou eu

Minha foto
Rio Claro, SP, Brazil
TEREZA CRISTINA BATTISTON,brasileira, psicóloga graduada pela Puc de Campinas em 1974, CRP-06/2050. Gosto de música e poesia, amo Saude Mental. Este sentir é o que apresento aos que procuram encontrar-se emocional, afetiva e psicológicamente. Sou psicoterapeuta de adolescentes e familiares, adultos e casais.

Buscar no Blog

26/04/2011

AFINAL, QUEM SÃO OS PSICOPATAS?


Hoje, me animei a colocar no computador, minhas idéias que antes ficaram guardadas, por absoluto respeito às crianças mortas na escola, no Rio.O que mais motivou a vontade de falar sobre psicopatas, foi exatamente a percepção de quanto não se sabe, sobre êles.Isso ficou muito claro, porque com a tragédia do Rio em todos os canais de televisão, especialistas e leigos, discutiam o mesmo assunto.Considerei que seria responsabilidade minha, falar o pouco que sei, sobre essas pessoas, os psicopatas. E antes de mais nada, o assassino daquelas crianças, não era um psicopata.*

A psicopatia foi considerada doença mental, mas hoje está mais do que claro, que é um distúbio de personalidade. A pessoa nasce com o cérebro problemático. Todos nós temos no cérebro, o chamado sistema límbico, que é responsável por nossa afetividade e emoções, sentimentos. Há mais ou menos 10 anos, dois brasileiros provaram de modo irrefutável, com ressonancias magnéticas dos cérebros de indivíduos normais, e de um grupo de amostra, que expostos a imagens que eram prováveis eliciadoras de respostas emocionais, tais como nojo, repulsa, pena, alegria, medo, apenas um grupo reagiu aos estímulos. O outro permaneceu absolutamente neutro, em termos emocionais. O que significa isso? Comprova o que já se sabia há tempos, sobre psicopatas.Que são frios, geralmente muito inteligentes, calculistas; cometendo crimes, dificeis de serem pegos, justamente por inteligencia aguçada ser um dos atributos bem desenvolvidos neles.O sistema límbico, é como se fosse "o coração da nossa mente";é o puro sentir.Nos psicopatas o sistema límbico não funciona, de acôrdo com os resultados das ressonancias magnéticas funcionais realizadas.

Por que obrigação minha, falar sobre isso? Porque parece que a maioria das pessoas, imagina que todo psicopata é assassino. Não é bem assim, nós temos uma estimativa de 4% a 5% da população mundial de psicopatas, mas talvez segundo a psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, esse número seja maior, pela extensão do estrago que conseguem fazer.

Existem diferentes graus de psicopatia, e quando observamos uma criança judiando de animais, ou dos coleguinhas de escola, podemos estar olhando uma personalidade psicopatica em desenvolvimento. O psicopata é insensível, egoísta, mentiroso contumaz, frio, irresponsável,só se interessa por seus ganhos, e como um predador, abocanha como vítimas, pessoas de boa índole, que não imaginam ter perto de si, uma pessoa perigosa, que vive da vida ou do afeto alheios. O psicopata pode nunca chegar a matar,mas destrói emocionalmente vidas das pessoas que tem à sua volta. Outra frase da psiquiatra Ana Beatriz B Silva, é "em suas veias corre um sangue gélido". Geralmente apresenta-se como pessoa muito agradável, sedutora, fazendo pequenos ou grandes favores, e assim envolve as pessoas à volta. Não tem um passado. Estranhamente, na maioria das vezes, são pessoas que falam pouco de sua história pregressa, especialmente se chegam a um lugar novo para morar.O psicopata não tem algo que o diferencie das demais pessoas, senão por traços de seu modo de ser. Uma mulher pode ser casada com um psicopata, que não vai matá-la, mas é um espancador.

Talez o mais importante para se saber, seja que o psicopata não se envolve afetivamente com ninguém. Êle não dá nada de si para ninguém. Se estiver namorando, por exemplo, não estará beijando e abraçando por sentir de fato desejo. Estará apenas repetindo o que aprendeu, que são os comportamentos padronizados de quem namora...... é, não é muito fácil diferenciar os psicopatas.Um chefe pode ser psicopata.Não se tornará um assassino, mas fará vítimas pelo assédio moral, por perseguições mesquinhas, na linha de vampirismo cruel, que o psicopata utiliza.Se é para ter precauções, melhor que se mantenham os bajuladores afastados, aquelas pessoas que de repente, querem parecer indispensáveis em sua vida.Afinal, todos os sentimentos dos psicopatas são inexistentes, e as demonstrações que porventura aconteçam, não passam de atitudes estudadas e aprendidas; pessoas muito transparentes, de boa índole, que sempre justificam a maldade de outrem, ou sempre justificam o desagradável, sensíveis e carentes, são sempre sua primeira opção, na hora do predador.

Nem todo psicopata é assassino. E nem todo assassino é psicopata. Um psicopata jamais poderá ser acusado de crime passional. Como, se não sente nada?Então, qual a solução para quem tem esse cérebro problemático (e muito !) ? Em extensa bibliografia, admito que li frases que me deixaram chocada.Mas são reais. Uma delas, é que quando um assassino psicopata está preso, deve receber cuidados medicamentosos, e permanecer preso.Não tem o que possa ser feito, em termos de nem amenizar, o quadro que pode desencadear horrores. Não há solução para esses cérebros.



* A afirmação de que o assassino das crianças do Rio não era um psicopata, não é parecer meu, mas de respeitadíssimo perito forense, que concluiu ser aquele indivíduo, portador de esquizofrenia, baseado nos fatos, na carta deixada e principalmente, em sua vasta carreira como perito.




2 comentários:

Anônimo disse...

Pior ainda um psicopata que conheço tem adeptos, seguidores, comparsas e cúmplices. Como se livrar de um psicopata tão que só dá prejuízos e provoca danos morais, desafeto e ódio?

Associação Mais disse...

Acho que precisamos montar um grupo no face de vitimas de psicopatas