Boas Vindas !

Se procurar bem você acaba achando
Não a explicação (duvidosa) da vida.
Mas a poesia (inexplicável) da vida.


Carlos Drummond de Andrade.



Quem sou eu

Minha foto
Rio Claro, SP, Brazil
TEREZA CRISTINA BATTISTON,brasileira, psicóloga graduada pela Puc de Campinas em 1974, CRP-06/2050. Gosto de música e poesia, amo Saude Mental. Este sentir é o que apresento aos que procuram encontrar-se emocional, afetiva e psicológicamente. Sou psicoterapeuta de adolescentes e familiares, adultos e casais.

Buscar no Blog

28/09/2015

IDAS  NESTA VIDA.


            O tempo ... quantos sonhos !
E olhando para trás, muitas páginas felizmente escritas. Senão, como teria sido? Viver sem objetivos, sem alegrias/tristezas, sem o trabalho de ter trabalho......?
De repente é hora de olhar para trás. No percurso, geralmente não nos damos esta pausa, porque estamos preocupados com o agora, o imediato, o....... E vem um pedido de ajuda, uma ida ao médico.....coisas corriqueiras, essas doenças sazonais ! Mas então, se são tão corriqueiras, como se explica que de repente,tenha ficado algo tão sério, que  uma parte muito grande de minha adolescência e vida, esteja se despedindo da vida?
              Olhe, minha Comadre... eu e você não tivemos filhos.
            E no entanto somos muito Comadres. Não entendo direito, essa fase horrível que teve início,há tão pouco tempo e isola você, minha amiga, de várias formas. Sempre conversamos, cantamos juntas, e agora tudo ficou tão diferente....Só uma coisa teima em bailar na minha cabeça: baila a idéia da sua partida prematura, cada dia mais próxima. E na recordação, chegam os acordes dos tantos bailes, que nossa adolescência ouviu... e os disparos de corações, quando aquele rapaz......aquêle! olhava para nossa mesa. Acordes de violões, vozes idênticas...iguaizinhas, que poderiam como descobrimos, para satisfação de nossa criatividade, enganar qualquer pessoa por telefone. Idênticas. Como será isso, é comum? Nunca  nos perguntamos, e agora, mesmo que eu comente o fato com você, não terei resposta.Só sei que vivemos um tempo prá lá de bonito. Bem Anos Dourados mesmo.
              Você está se despedindo da vida.
              Essa ficha não cai.
            Sei de sua firme crença espiritual. Sei de sua fé. Sei do que me pediu, anos atrás, para cantar se você morresse primeiro....  eu vou ficar mais sózinha, porque nem terei com quem partilhar o dia a dia, as partidas que ainda virão.... Fui tão confortada quando meu segundo irmão foi embora, você e seu marido-amigo-companheiro-tudoatodomomento ...estiveram alí, próximos, vigilantes....e agora você está acenando para os que aparentemente ficam.
            Vai ser terrível. Está sendo desde agora.
            Hoje você vai para outra cidade, de onde espero que volte à noite, no máximo. Que não fique internada, porque precisa da energia de seu canto, para manter tudo que sempre fez parte de você.
A gente vai se falando, Comadre.... minha amiga mais do que amiga. Beijo.

Nenhum comentário: